Pesquisar este blog

Que tal ser atualizado pelo Twitter?

24 de out de 2009

Brincando com sua capacidade de percepção

Você é um fracassado que não está contente com a maneira com que enxerga e sente o Mundo? Não seria divertido sentir alucinações enquanto almoça ou qualquer outra situação normal? Neste momento qualquer pessoa está associando tais fenomênos com drogas como o LSD ou o mescalina, mas, drogados e não drogados, saibam que é fácil aventurar-se pelas portas abertas da percepção sem o uso delas, só é necessário uma coisa: conhecimento básico de como sua cabeçinha funciona.



A primeira coisa que você precisa saber é que a mente não é um espelho ou mesmo um observador passivo da realidade. Muito do que percebemos do mundo exterior, na verdade é subproduto de como o nosso cérebro processa as sensações. Recentemente, cientistas descobriram vários pequenos truques que pregam peças nos nossos sentidos, de tal modo que passamos a perceber o que sabemos que não é real.

O procedimento de Ganzfeld

Comece ligando o rádio fora de uma frequência, para captar apenas estática. Cubra seus olhos usando as duas metades de uma bola de ping-pong cortada ao meio. Dentro de minutos você começa a sentir um bizarro conjunto de distorções sensoriais. Algumas pessoas veem cavalos galopando nas nuvens ou ouvem a voz de um parente morto. Acontece que é acostumada a sentir as coisas, de modo que quando há poucas coisas a sentir – este é o propósito da bola ping-pong cortada e o som da estática – seu cérebro acaba por inventar suas próprias sensações.



A experiência do binóculo invertido



No mês passado, pesquisadores na Universidade de Oxford no anunciou a descoberta de um novo poderoso analgésico: binóculos invertidos. Os cientistas submeteram alguns pacientes com um dedo ou a mão ferida a olharem pelo lado contrário de um binoculo comum, fazendo suas mãos parecerem menores na imagem. O incrível é que a dor e o inchaço do ferimento diminuiram também.
A ilusão da mão de borracha
Esconda sua própria mão embaixo de uma caixa, em cima de uma mesa de forma que você não a veja. Pegue uma mão falsa feita de borracha e coloque em cima da mesa na posição que ficaria sua mão de verdade e que você tenha uma visão clara. Depois de algum tempo enxergando a mão falsa, você tem a impressão que é a sua mão verdadeira. Peça pra um amigo apertar um dedo da mão falsa e perceba que você chega a pensar que está sentindo como se fosse sua mão de verdade. Se você pedir para seu amigo bater com força na mão de borracha com um martelo, vai ter uma inquietante sensação de dor e ansiedade porque seu cérebro pensa que é a sua mão de verdade.



A ilusão de Pinóquio



Requer duas cadeiras e uma venda. A pessoa vendada senta numa cadeira atrás da cadeira da segunda pessoas. Após algum tempo com os olhos vendados, a pessoa com a venda deve colocar a mão no nariz da pessoa sentada à frente. Ao mesmo tempo ela deve pegar com sua outra mão seu próprio nariz e começar a acariciar suavemente ambos. Após cerca de 1 minuto, 50% dos pacientes relatam que sentem seu nariz incrivelmente longo.]

A luz de Purkinje
Jan Purkinje, um dos pais da neurociência moderna, descobriu por acaso mais um desses efeitos bizarros causados pelo cérebro. Primeiro ele fechou os olhos e em seguida virou seu rosto em direção ao sol. Depois moveu a mão para frente e para trás, na frente dos olhos dele.



Após alguns segundos, Purkinje relatou o aparecimento de “belas figuras”, que gradualmente iam se tornando mais complexas. Os cientistas adaptaram esse experimento para o laboratório, construindo uma espécie de óculos personalizado que emitia flash de luz repetitivos em uma determinada frequência. Este princípio simula uma espécie de curto circuito no córtex visual. As células começam a disparar os estímulos nervosos de forma imprevisível, o que leva à percepção de imagens imaginárias.


Tradução
Fonte
----------------------------------------------------


----------------------------------------------------
Add to Google Reader or Homepage

 Subscribe in a reader

Powered by FeedBurner



Assine meu FeedSigam-me no TwitterAssinem meu canal do YoutubeMeu DeviantARTÁlbum PicasaMyspace
Meu X-Fire

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sinta-se a vontade para comentar

Posts relacionados

Related Posts with Thumbnails

(+ Assinar email)

Digite seu email para ficar atualizado:

Delivered by FeedBurner